O Vírus da Leucemia Bovina no Leite É Infeccioso?

A maioria das manadas leiteiras dos Estados Unidos estão infetadas com um vírus que causa cancro, mas até recentemente, os testes por exposição humana não eram sensíveis o suficiente.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Lamento deixar-vos pendurados — apenas queria atualizar toda a gente. Fiquem atentos a O Papel da Leucemia Bovina no Cancro da Mama e A Resposta da Indústria ao Vírus da Leucemia Bovina no Cancro da Mama. Acho que vão concordar que valem a pena a espera!

Afortunadamente, a leucemia felina não parece ser transmissível: Animais de Estimação e Linfoma Humano.

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do original Is Bovine Leukemia Virus in Milk Infectious? e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas
Desenrole a Transcrição aqui

O Vírus da Leucemia Bovina no Leite É Infeccioso?

Há décadas atrás levantou-se a preocupação de que o leite de vaca leiteiras continha frequentemente um vírus causador de leucemia, mas eles estavam a falar de leucemia bovina, o principal cancro assassino entre gado leiteiro. A maioria das manadas leiteiras dos EUA estão infectadas com o vírus da leucemia bovina, daí a questão de se saber se estão a libertar o vírus infeccioso para o leite ser uma importante consideração de saúde pública, de modo que pesquisadores da U. Penn decidiram colocá-lo à prova, e, de facto, foi demonstrado vírus infeccioso no leite de 17 das 24 vacas testadas, indicando que os humanos são frequentemente expostos por via oral ao vírus da leucemia bovina.
Mas lá por estarmos expostos não significa que esteja a causar doença humana. Como é que sabemos até mesmo se a BLV pode infectar células humanas? Não o sabíamos até 1976, quando se descobriu que o vírus da leucemia bovina pode de facto infectar celulas humanas, de chimpanzé e macaco. OK, mas isso ainda não significa necessariamente que causa cancro noutras espécies, contudo. Não se pode trancar bebés humanos numa jaula e alimentá-los com leite contaminado mas pode-se com chimpanzés infantis. E os chimpanzés Bwah e Roger, alimentados com leite infectado, desenvolveram leucemia e morreram …. Nem sequer sabíamos que os chimpanzés podiam desenvolver leucemia.
O facto de que o leite infectado com BLV pareceu transmitir ou induzir leucemia nos nossos parentes vivos mais próximos certamente elevou as apostas (stakes), ou, pelo menos, impugnou a segurança dos bifes (steaks) … Mas os seres humanos não são chimpanzés. Sim, o nosso ADN pode ser 98% idêntico, mas podemos partilhar 60% do nosso ADN com a banana. Precisamos de estudos em seres humanos. Graças aos princípios inoportunos de Nuremberga não podemos fazer estudos de intervenção, mas e quanto a estudos observacionais? Os criadores de gado têm maiores taxas de cancro, por exemplo? Aparentemente sim. Levando alguns a sugerir que os vírus transmitidos pelo leite e pelos ovos podem ser importantes no desenvolvimento de leucemias e linfomas humanos. Mas os agricultores podem ser expostos a todo o tipo de potenciais agentes cancerígenos, como pesticidas. É tipo, SIM, os veterinários de animais grandes têm mais leucemia e linfomas, mas alguns também eram particularmente negligentes na utilização de equipamento de protecção contra raios-x. Logo, não tinha necessariamente nada a ver com vírus de animais.
O que precisávamos era dos chamados estudos de sorologia, testando o sangue das pessoas na detecção de anticorpos contra o vírus, o que provaria a exposição humana … e nós temo-los. Dez estudos diferentes que procuram anticorpos BVL em pacientes com cancro e sem cancro, funcionários de fábrica de laticínios contra empregados de escritório, veterinários, bebedores de leite não pasteurizado, toda a gama e nem um único estudo encontrou um único indivíduo com anticorpos para o vírus da BLV. Logo, 1981, caso encerrado; forte evidência de que a BLV não é transmissível às pessoas. Mas a força da evidência é apenas tão boa quanto a força do teste. Bwah e Roger também não desenvolveram anticorpos detectáveis … e morreram dela. Os testes naquela época simplesmente não eram verdadeiramente sensíveis.
Claramente a questão de se o vírus da leucemia bovina representa um perigo para a saúde pública merece uma investigação mais aprofundada usando sondas moleculares altamente sensíveis. Levaria algumas décadas, mas aqui está ela, um estudo de referência que iremos cobrir, a seguir. Nutrição em Factos, o mais recente na pesquisa em nutrição. Publicações em Português em Nutricao-em-Fatos.org
Recolher Transcrição

Imagem graças a Franzl34 via Pixabay.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *