Vinagre e Função Arterial

Salpicar vinagre nos verdes pode aumentar a sua capacidade de melhorarem a função arterial.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Este é o segundo vídeo na minha série sobre vinagre. Se perdeu o anterior, aqui tem: Vinagre de Maçã Ajuda a Perder Peso? (Legendado em Português)

Ainda por lançar:

 
Somos apenas tão saudáveis quanto o são as nossas artérias. Para mais vídeos sobre coisas que podem ajudar ou prejudicar, veja:

Notem que há um nível de ingestão de açúcar que pode ter um impacto adverso na função arterial (como detalhado no meu próximo vídeo — fiquem atentos!).

Surpreendidos quanto aos dados sobre álcool? Para mais sobre vinho, vejam:

Alguém conseguiu encontrar vinagre de arroz proibido? Deixem-me saber; adorava experimentar! Aqui têm um vídeo recente sobre como o arroz pigmentado pode bater o nosso arroz castanho: Castanho, Preto, Púrpura e Vermelho Diferente de Branco no Arroz (Legendado em Português).

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do original Vinegar and Artery Function e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas

F B Hu, M J Stampfer, J E Manson, E B Rimm, A Wolk, G A Colditz, C H Hennekens, W C Willett. Dietary intake of alpha-linolenic acid and risk of fatal ischemic heart disease among women. Am J Clin Nutr. 1999 May;69(5):890-7.

F Brighenti, G Castellani, L Benini, M C Casiraghi, E Leopardi, R Crovetti, G Testolin. Effect of neutralized and native vinegar on blood glucose and acetate responses to a mixed meal in healthy subjects. Eur J Clin Nutr. 1995 Apr;49(4):242-7.

M Iizuka, M Tani, Y Kishimoto, E Saita, M Toyozaki, K Kondo. Inhibitory effects of balsamic vinegar on LDL oxidation and lipid accumulation in THP-1 macrophages. J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2010;56(6):421-7.

S Sakakibara, R Murakami, M Takahashi, T Fushimi, T Murohara, M Kishi, Y Kajimoto, M Kitakaze, T Kaga. Vinegar intake enhances flow-mediated vasodilatation via upregulation of endothelial nitric oxide synthase activity. Biosci Biotechnol Biochem. 2010;74(5):1055-61.

R A Vogel, M C Corretti, G D Plotnick. The postprandial effect of components of the Mediterranean diet on endothelial function. J Am Coll Cardiol. 2000 Nov 1;36(5):1455-60.

P J Ong, T S Dean, C S Hayward, P L Della Monica, T A Sanders, P Collins. Effect of fat and carbohydrate consumption on endothelial function. Lancet. 1999 Dec 18-25;354(9196):2134.

H O Steinberg, M Tarshoby, R Monestel, G Hook, J Cronin, A Johnson, B Bayazeed, A D Baron. Elevated circulating free fatty acid levels impair endothelium-dependent vasodilation. J Clin Invest. 1997 Sep 1;100(5):1230-9.

S Agewall, S Wright, R N Doughty, G A Whalley, M Duxbury, N Sharpe. Does a glass of red wine improve endothelial function? Eur Heart J. 2000 Jan;21(1):74-8.

R A Vogel, M C Corretti, G D Plotnick. Effect of a single high-fat meal on endothelial function in healthy subjects. Am J Cardiol. 1997 Feb 1;79(3):350-4.

A A Chaves, M S Joshi, C M Coyle, J E Brady, S J Dech, B L Schanbacher, R Baliga, A Basuray, J A Bauer. Vasoprotective endothelial effects of a standardized grape product in humans. Vascul Pharmacol. 2009 Jan-Feb;50(1-2):20-6.

B Cortés, I Núñez, M Cofán, R Gilabert, A Pérez-Heras, E Casals, R Deulofeu, E Ros. Acute effects of high-fat meals enriched with walnuts or olive oil on postprandial endothelial function. J Am Coll Cardiol. 2006 Oct 17;48(8):1666-71.

A Rodriguez-Mateos, C Rendeiro, T Bergillos-Meca, S Tabatabaee, T W George, C Heiss, J P Spencer. Intake and time dependence of blueberry flavonoid-induced improvements in vascular function: a randomized, controlled, double-blind, crossover intervention study with mechanistic insights into biological activity. Am J Clin Nutr. 2013 Nov;98(5):1179-91.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

Vinagre e Função Arterial

Houve um estudo famoso de Harvard publicado em 1999, que constatou que as mulheres que usaram molho de salada de óleo e vinagre todos os dias passaram a ter menos de metade dos ataques cardíacos fatais em comparação com as mulheres que quase nunca o usaram. Menos de metade do risco do assassino # 1 das mulheres. Eles achavam que era o ómega-3 no óleo aquilo que explicava o benefício, mas eu sei o que estão a pensar: aqueles que usam molho de salada todos os dias, provavelmente também comem… salada todos os dias. Mas não, eles ajustaram em relação à ingestão de vegetais logo, não pareceu ser da salada, Mas porque é que o óleo fica com o crédito e não o vinagre? Se ao menos houvesse uma maneira de podermos testar isso. Ora bem… e quanto ao molhos de salada cremosos? Eles também são feitos de óleos ricos em ómega-3 como o de canola. na verdade, mais ainda do que os molhos de azeite e vinagre. Então, se é do óleo e não do vinagre, então os molhos cremosos também seriam protectores. Mas não são. Não há diminuição significativa nas taxas de ataque cardíaco fatal ou taxas de ataque cardíaco não fatal, já agora. Agora, poderiam ser os ovos ou as natas a neutralizarem os benefícios dos ómega 3, mas talvez o vinagre esteja realmente a ter um papel. Mas como? Bem, se você estava atento no vídeo do vinagre e perda de peso, o título desse estudo era “Ingestão de Vinagre Aumenta a Vasodilatação Fluxo-mediada Via Regulação Ascendente da Atividade Endotelial da Óxido Nítrico Sintetase”. Por outras palavras, o vinagre melhora a função arterial ao permitir que as nossas artérias dilatem melhor naturalmente, através do aumento da atividade da enzima no nosso organismo que sintetiza o óxido nítrico, o sinal abre-te sésamo para as nossas artérias que melhora o fluxo sanguíneo. Se você se lembra, o acetato desaparece do sangue meia hora após o consumo de uma salada que levou uma colher de sopa de vinagre, tempo aparentemente não suficiente para impulsionar a enzima AMPK, mas… em apenas dez minutos, esse tipo de níveis de acetato podem impulsionar a atividade da enzima sintetizadora de óxido nítrico em células dos vasos sanguíneos de cordão umbilical humano, …numa placa de Petri. Mas e nas pessoas? Eles mediram a dilatação das artérias nos braços de mulheres após ingerirem uma colher de sopa de vinagre de arroz, uma colher de sopa de vinagre de arroz integral, ou uma colher de sopa de vinagre de arroz proibido, por outras palavras, vinagre feito de arroz preto ou roxo. Todos os vinagres pareceram ajudar, mas foi o de arroz preto que mais claramente se afastou dos outros. Arroz preto contém o mesmo tipo de pigmentos de antocianina que fazem algumas frutas e vegetais serem azuis e roxos e podem ter benefícios independentes. Por exemplo, se você der a alguém um grande smoothie de mirtilos contendo a quantidade de antocianinas de um copo e meio de mirtilos, obtém um pico jeitoso na função arterial que dura um par de horas, Assim, o fluxo máximo de sangue no antebraço mais elevado no grupo de ingestão de vinagre de arroz proibido poderá ser atribuído a um efeito adicional ou sinérgico da antocianina com o acetato. Mas também poderia ser apenas do poder antioxidante das antocianinas, e nesse caso o vinagre balsâmico, o qual é feito a partir de vinho tinto, pode ter um efeito similar, já que foi mostrado ter notavelmente maior atividade sequestradora de radicais livres do que o vinagre de arroz. O suficiente para contrariar os efeitos de constrição das artérias de uma refeição rica em gordura? Sabemos há quase 20 anos que uma única refeição rica em gordura — McMuffins de salsicha e ovo com batata palha frita — pode prejudicar a nossa função arterial, cortando para metade, a capacidade das nossas artérias de dilatarem normalmente horas após ter entrado nas nossas bocas, em comparação com cornflakes açucarados. Mesmo com essa carga enorme de açúcar nada saudável, nenhum efeito sobre as artérias porque não havia nenhuma gordura. E não estamos a falar apenas de gordura animal. Um quarto de chávena de óleo de cártamo teve um efeito semelhante. Na realidade, o primeiro estudo a mostrar o quanto a gordura era má para as nossas artérias, basicamente pingava óleo de soja altamente refinado nas veias das pessoas. Mas o azeite extra virgem não é refinado. Sabemos que algumas fontes integrais de gordura vegetal, como nozes, na realidade melhoram o funcionamento das artérias, enquanto que óleos, incluindo o azeite, pioram o funcionamento, mas eles não especificaram o azeite extra virgem aqui. Pode-se ver, cheirar, e saborear os fitonutrientes que ainda restam no azeite extra virgem. Serão suficientes para manter a função arterial? Não. Uma queda significativa na função das artérias em três horas após comer pão integral mergulhado em azeite extra virgem. E quanto mais gordura no sangue, pior se saíram as suas artérias. Ah, mas e se se comesse a mesma refeição mas se acrescentasse vinagre balsâmico numa salada? Isso pareceu proteger as artérias dos efeitos da gordura. Agora, vinagre balsâmico é um produto de vinho tinto. Obter-se-ia os mesmos benefícios apenas ao beber um copo de vinho tinto? Não. Nenhuma melhora na função arterial após vinho tinto. Hmmm. Por que é que o vinagre balsâmico funciona, mas o vinho tinto não? Talvez seja porque o vinho tinto não tem os benefícios do ácido acético do vinagre, ou, talvez seja porque o vinagre não tem os efeitos negativos do álcool. E uma terceira opção poderia ser os ingredientes da salada, e não tinha nada a ver com o vinagre. Para resolver esse quebra-cabeças, tudo o que teríamos que fazer era … testar vinho não alcoólico. E… o vinho tinto não alcoólico funcionou! Então, talvez fosse das uvas no vinagre balsâmico, não o ácido acético. E, de facto, se você comer um copo e um quarto de uvas vermelhas, verdes e azuis-pretas com e sem sementes, com o seu McMuffin de salsicha e ovo, você pode diminuir o efeito paralisante das suas artérias. Então, as plantas e os seus produtos podem proporcionar proteção contra o comprometimento direto da função endotelial a menos que esses produtos sejam óleo ou álcool. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição. Publicações em Português em Nutricao-em-Fatos.org
Recolher Transcrição

Imagem graças a Katyjay via 123RF.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *