Tratamento do Olho Seco com Dieta: Apenas Mais Água?

Causas da doença do olho seco incluem cirurgia a laser LASIK, mas existem abordagens dietéticas para a prevenção e tratamento.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Este vídeo é parte de uma série extensiva sobre a importância de uma hidratação adequada. Os vídeos anteriores incluíram:

Para a saúde do olho em geral, aqui estão mais alguns:

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do vídeo original e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas

The epidemiology of dry eye disease: report of the Epidemiology Subcommittee of the International Dry Eye WorkShop (2007). Ocul Surf. 2007 Apr;5(2):93-107.

GR Nettune, SC Pflugfelder. Post-LASIK tear dysfunction and dysesthesia. Ocul Surf. 2010 Jul;8(3):135-45.

NP Walsh, MB Fortes, C Purslow, M Esmaeelpour. Author response: is whole body hydration an important consideration in dry eye? Invest Ophthalmol Vis Sci. 2013 Mar 7;54(3):1713-4.

NP Walsh, MB Fortes, P Raymond-Barker, C Bishop, J Owen, E Tye, M Esmaeelpour, C Purslow, S Elghenzai. Is whole-body hydration an important consideration in dry eye? Invest Ophthalmol Vis Sci. 2012 Sep 25;53(10):6622-7.

M Alves, EC Fonseca, Alves MF, LT Malki, GV Arruda, PS Reinach, EM Rocha. Dry eye disease treatment: a systematic review of published trials and a critical appraisal of therapeutic strategies. Ocul Surf. 2013 Jul;11(3):181-92.

K Tsubota, et al. The antiaging approach for the treatment of dry eye. Cornea. 2012 Nov;31 Suppl 1:S3-8.

BE Caffery. Influence of diet on tear function. Optom Vis Sci. 1991 Jan;68(1):58-72.

U Askeroglu, B Alleyne, B Guyuron. Pharmaceutical and herbal products that may contribute to dry eyes. Plast Reconstr Surg. 2013 Jan;131(1):159-67.

R Bourkiza, V Lee. A review of the complications of lacrimal occlusion with punctal and canalicular plugs. Orbit. 2012 Apr;31(2):86-93.

J Yu, CV Asche, CJ Fairchild. The economic burden of dry eye disease in the United States: a decision tree analysis. Cornea. 2011 Apr;30(4):379-87.

E Ohba, M Dogru, E Hosaka, A Yamazaki, R Asaga, Y Tatematsu, Y Ogawa, K Tsubota, E Goto. Surgical punctal occlusion with a high heat-energy releasing cautery device for severe dry eye with recurrent punctal plug extrusion. Am J Ophthalmol. 2011 Mar;151(3):483-7.e1.

M Colev, H Engel, M Mayers, M Markowitz, L Cahill. Vegan diet and vitamin A deficiency. Clin Pediatr (Phila). 2004 Jan-Feb;43(1):107-9.

C Schultz. Safety and efficacy of cyclosporine in the treatment of chronic dry eye. Ophthalmol Eye Dis. 2014 Jun 24;6:37-42.

K Tanoue, K Matsui, T Takamasu. Fried-potato diet causes vitamin A deficiency in an autistic child. JPEN J Parenter Enteral Nutr. 2012 Nov;36(6):753-5.

F Bors, P Fells. Reversal of the complications of self-induced vitamin A deficiency. Br J Ophthalmol. 1971 Mar;55(3):210-4.

DB Moore, W Shirefaw, O Tomkins-Netzer, Z Eshete, H Netzer-Tomkins, I Ben-Zion. Prevalence of xerophthalmia among malnourished children in rural Ethiopia. Int Ophthalmol. 2013 Oct;33(5):455-9.

S Akhtar, A Ahmed, MA Randhawa, S Atukorala, N Arlappa, T Ismail, Z Ali. Prevalence of vitamin A deficiency in South Asia: causes, outcomes, and possible remedies. J Health Popul Nutr. 2013 Dec;31(4):413-23.

RS Smith, T Farrell, T Bailey. Keratomalacia. Surv Ophthalmol. 1975 Nov-Dec;20(3):213-9.

MB Fortes, BC Diment, U Di Felice, AE Gunn, JL Kendall, M Esmaeelpour, NP Walsh. Tear fluid osmolarity as a potential marker of hydration status. Med Sci Sports Exerc. 2011 Aug;43(8):1590-7.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

Tratamento da Doença do Olho Seco com Dieta: Apenas Mais Água?

A doença do olho seco é um dos distúrbios mais comuns dos olhos, causando irritação e desconforto, e podendo diminuir a visão funcional, e, por vezes, causar uma deterioração dramática na qualidade de vida. Cerca de cinco milhões de homens e mulheres americanos acima dos 50 anos sofrem de doença do olho seco moderada a grave, e outros dezenas de milhões têm leve ou manifestações episódicas da doença, a um custo de mais de 50 mil milhões de dólares. Em termos de tratamento, há uma série de gotas e medicamentos que podem ajudar. Gastamos centenas de milhões de dólares em coisas como lágrimas artificiais, mas atualmente não há nenhuma terapia disponível para resolver realmente o problema. Se as drogas não funcionam, os médicos podem tentar conectar a saída dos canais lacrimais, mas isso pode causar complicações, como as conexões migrarem e erodirem para a face exigindo uma remoção cirúrgica, ou os cirurgiões podem simplesmente começar por cauterizar ou costurar os canais. Tem que haver uma maneira melhor. E então e prevenção? Bem, o olho seco pode ser causado pela cirurgia LASIK, afetando cerca de 20-40% seis meses após a operação. Com um milhão de procedimentos LASIK realizados anualmente, isso é um montão de gente, e por vezes os sintomas a longo prazo podem ser graves e incapacitantes. Há uma longa lista de medicamentos que podem ajudar: antihistamínicos, descongestionantes, quase todos os antidepressivos, anticonvulsivos, antipsicóticos, medicamentos anti-Parkinson, beta-bloqueadores, terapia de reposição hormonal, bem como algumas preparações de ervas. No mundo em desenvolvimento, a deficiência de vitamina A pode começar como síndrome do olho seco, e progredir em seguida para se tornar na principal causa de cegueira infantil prevenível. A deficiência de vitamina A quase nunca é vista no mundo desenvolvido a menos que se o faça intencionalmente. Num relatório nos anos 60 um individuo que comeu deliberadamente uma dieta deficiente em vitamina A, a viver de sumo de lima e pão durante cinco anos e o seu olho tornou-se nisto. Mas melhor do que esta pobre mulher, membro de um culto qualquer, que tentou viver de apenas arroz integral e chá de ervas, cujos olhos, literalmente, derreteram e colapsaram. Há também um par de relatos de casos de crianças autistas que se recusavam a comer qualquer coisa que não fosse batatas fritas, ou toucinho com queques de mirtilo e refrigerante, e ficaram com deficiência de vitamina A. Houve um caso no Bronx escrito como sendo uma dieta vegana e deficiência de vitamina A, mas não foi da dieta vegana do menino; ele recusou-se a comer legumes, consumindo apenas chips de batata, cereais de arroz tufado com leite de soja não fortificado e bebidas de sumos. Os seus pais não tinham a habilidade para superarem a tendência da criança em evitar frutas e legumes. Uma dieta baseada em plantas pode realmente ser a melhor coisa para os pacientes com doença do olho seco, para aqueles que usam lentes de contato, e aqueles que desejam maximizar as suas secreções lacrimais. Pessoas com olho seco deviam ser aconselhadas a diminuir a ingestão de proteína, gordura total e colesterol, e a aumentarem os hidratos de carbono complexos, aumentar o teor de vitamina A ao comerem vegetais folhosos vermelhos, laranja, amarelos e verde escuros, aumentar o zinco e o ácido fólico ao comerem cereais integrais, feijões, e vegetais crus, especialmente espinafre, garantir suficiente ingestão de B6 e de potássio ao comerem nozes, bananas e feijão, assegurar suficiente vitamina C ao comerem frutas cítricas, eliminar o álcool e a cafeína, reduzir a ingestão de açúcar e sal, e aumentar o consumo de água para seis a oito copos por dia. Bem, sabemos que a desidratação pode causar boca seca. Poderá a desidratação causar olhos secos? Parece meio óbvio, mas, evidentemente, nunca foi estudado… …até agora. Será a resposta simplesmente beber mais água? Bem, sabemos que aqueles que sofrem de olho seco estão comparativamente desidratados. Eles calculam que a secreção lacrimal diminui com a desidratação progressiva tal como diminui a secreção de saliva, dando-nos uma boca seca. E, de facto, há medida que se fica mais e mais desidratado, a urina concentra-se, e o mesmo acontece com o fluido lacrimal. Mas pode-se reverter isso com reidratação, aumentando a perspectiva emocionante de que melhorando a hidratação total do corpo ao levar as pessoas a beberem mais água poderá conferir efeitos terapêuticos importantes em pacientes com olhos secos. Os investigadores recomendam oito copos de água por dia para as mulheres e dez copos por dia para os homens. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição. Publicações em Português / traduções voluntárias em NF.FOCOEMPATICO.NET

Clique aqui para baixar a transcrição

Recolher Transcrição

Imagem graças a Scott Robinson via Flickr.

[quickshare]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *