Os Vegetarianos Comem Proteína Suficiente?

Índices de qualidade nutricional revelam que as dietas baseadas em plantas são as mais saudáveis, mas será que os vegetarianos e veganos estão a alcançar os níveis diários recomendados de proteína?

Notas do Dr. Michael Greger

O único nutriente no qual os Americanos poderão estar mais deficientes do que na fibra é o potássio. Vejam 98% of American Diets Potassium Deficient

Os americanos que comem à base de dietas sem carne têm médias mais altas de quase todos os nutrientes. Vejam o meu vídeo Nutrient-Dense Approach to Weight Management.

Não será a proteína animal de maior qualidade, contudo? Vejam os meus vídeos:

Para mais sobre proteína, vejam: Plant Protein Preferable e Prostate Cancer Survival: The A/V Ratio.

E uns quantos sobre fibra:

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do vídeo original e ele procurará responder-lhe.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Fontes citadas

J Y Wick. Diverticular disease: Eat your fiber! Consult Pharm 2012 27(9):613 – 618.

P A Dyett, J Sabaté, E Haddad, S Rajaram, D Shavlik. Vegan lifestyle behaviors: An exploration of congruence with health-related beliefs and assessed health indices. Appetite 2013 67:119 – 124.

N S Rizzo, K Jaceldo-Siegl, J Sabate, G E Fraser. Nutrient profiles of vegetarian and nonvegetarian dietary patterns. J Acad Nutr Diet 2013 113(12):1610 – 1619.

A Moshfegh, J Goldman, L Cleveland. What we eat in America, NHANES 2001-2002: Usual nutrient intakes from food compared to dietary reference intakes. US Department of Agriculture, Agricultural Research Service 2005.

V L Fulgoni. Current protein intake in America: Analysis of the National Health and Nutrition Examination Survey, 2003–2004. Am J Clin Nutr 2008 87(5):1554S – 1557S.

A Dilzer, J M Jones, M E Latulippe. The Family of Dietary Fibers: Dietary Variety for Maximum Health Benefit. Nutrition Today 2013 48(3):108 – 118.

P Clarys, T Deliens, I Huybrechts, P Deriemaeker, B Vanaelst, W De Keyzer, M Hebbelinck, P Mullie. Comparison of nutritional quality of the vegan, vegetarian, semi-vegetarian, pesco-vegetarian and omnivorous diet. Nutrients 2014 6(3):1318 – 1332.

J M Jones. Dietary fiber future directions: Integrating new definitions and findings to inform nutrition research and communication. Adv Nutr 2013 4(1):8 – 15.

R Chutkan, G Fahey, W L Wright, J McRorie. Viscous versus nonviscous soluble fiber supplements: Mechanisms and evidence for fiber-specific health benefits. J Am Acad Nurse Pract 2012 24(8):476 – 487.

S M Krebs-Smith, P M Guenther, A F Subar, S I Kirkpatrick, K W Dodd. Americans do not meet federal dietary recommendations. J Nutr 2010 140(10):1832 – 1838.

D E King, A G Mainous III, C A Lambourne. Trends in dietary fiber intake in the United States, 1999-2008. J Acad Nutr Diet 2012 112(5):642 – 648.

Food and Nutrition Board. Dietary reference intakes: proposed definition of fiber. A report of the panel on the definition of dietary fiber and the standing committee on the scientific evaluation of dietary reference intakes. Institute of Medicine. 2001. National Academy Press: Washington, DC.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

Os Vegetarianos Comem Proteína Suficiente?

Os vegetarianos comem proteína suficiente?” O maior estudo da história sobre aqueles que seguem uma dieta à base de plantas recentemente comparou os perfis nutricionais de cerca de 30.000 não-vegetarianos com 20.000 vegetarianos e cerca de 5.000 veganos, semi-vegetarianos, e aqueles que comem apenas carne de peixes, permitindo-nos finalmente aposentar a questão perene: “Os vegetarianos obtêm proteína suficiente?” A média diária é de 42 gramas de proteína por dia. Os não-vegetarianos obtém muito mais do que precisam, assim como todos os restantes. Em média, os vegetarianos e veganos obtêm 70% mais proteína do que precisam, todos os dias. É surpreendente que se faça tanto espalhafato sobre proteína neste país quando menos de 3% dos adultos não preenchem os requisitos, presumivelmente pessoas sob dietas extremas com restrição de calorias que simplesmente não estão a comer comida suficiente, ponto. Mas 97% dos americanos obtêm proteína suficiente. Há um nutriente, porém, para o qual 97% dos americanos são deficientes. Esse sim é um nutriente problema. Isso sim é algo em que realmente precisamos trabalhar. Menos de 3% dos americanos obtêm a quantidade adequada mínima de ingestão recomendada de … FIBRA Portanto, a questão não é “Onde é que você vai buscar a proteína?”, mas “Onde é que vai buscar a fibra?” Nós obtemos apenas cerca de 15 gramas por dia. A necessidade mínima diária é de 31,5 então, obtemos menos da metade do mínimo. Se o dividir-mos por idade e sexo, depois de estudar as dietas de 12.761 americanos, a percentagem de homens entre as idades de 14 e 50 que fazem o consumo mínimo adequado é … ZERO. Esse deficit é impressionante, em que a fibra dietética tem sido associada à proteção contra o risco de diabetes, síndrome metabólica, doenças cardiovasculares, obesidade e vários tipos de cancro, assim como colesterol elevado, pressão arterial e açúcar no sangue. Portanto, não é surpreendente que a fibra está agora listada como um nutriente de preocupação nas orientações dietéticas. A proteína não é! Um problema é que a maioria das pessoas não tem ideia do que está na sua alimentação. Mais da metade dos americanos acham que bife é uma fonte de fibra significativa. Por definição, a fibra é apenas encontrada em plantas. Não há fibra na carne, leite ou ovos, e pouca ou nenhuma fibra na “junk food”. É aí que reside o problema. Os americanos devem comer mais leguminosas, legumes, frutas, cereais integrais. Como estamos indo com isso? Bem, 96% dos americanos não comem a dose diária mínima recomendada de leguminosas, 96% não comem o mísero mínimo de verduras, 99% não recebem o suficiente de grãos integrais… Olhem para estes números. Quase a população inteira dos Estados Unidos falha no comer o suficiente de alimentos integrais. E não está a melhorar. Uma falta de progresso que é decepcionante. Mesmo os semi-vegetarianos, porém, alcançam o mínimo para fibra. E aqueles que comem dietas completamente à base de plantas consomem o triplo do Americano médio. Agora, quando for compensar a falta de fibra, você vai querer fazê-lo gradualmente, não mais do que cerca de cinco gramas adicionais de fibra por dia a cada semana até que você chegue à quantidade diária recomendável Mas vale a pena. Dietas à base de plantas tendem a contribuir significativamente com menos gordura, gorduras saturadas, colesterol e patogenos vindos de alimentos, e, ao mesmo tempo oferecendo mais fibras, folato, vitamina C, e fitoquímicos, todos os fatores essenciais para a prevenção de doenças, e saúde ideal e bem-estar. E quanto mais alimentos de origem vegetal integrais, melhor. Se você comparar a qualidade nutricional das dietas vegana versus vegetariana, semi-vegetariana, pesco-vegetariana e omnívora, sistemas tradicionais de indexação de dieta saudável, como a observância das diretrizes dietéticas, indicam consistentemente a dieta mais baseada em vegetais como a mais saudável.”Recolher Transcrição

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *