A Obesidade Mórbida Pode Ser Revertida com Dieta?

Quão extrema era a dieta de arroz do Dr. Kempner comparada às abordagens médicas cirúrgicas tradicionais, e existirá uma alternativa mais segura?

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Para mais sobre Kempner e a sua dieta de arroz, vejam:

Mais sobre a abordagem cirúrgica em Reverter Diabetes com Cirurgia (Legendado em Português) e Miúdos de Estômago Agrafado.

Outros vídeos sobre controlo de peso incluem:

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do original Can Morbid Obesity Be Reversed Through Diet? e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas

F Quaade. Letter: Stereotaxy for obesity. Lancet. 1974 Feb 16;1(7851):267.

[No authors listed] Editorial: Infant and adult obesity. Lancet. 1974 Jan 5;1(7845):17-8.

J S Skyler. Walter Kempner. A biographical note. Arch Intern Med. 1974 May;133(5):752-5.

W Kempner, B C Newborg, R L Peschel, J S Skyler. Treatment of massive obesity with rice/reduction diet program. An analysis of 106 patients with at least a 45-kg weight loss. Arch Intern Med. 1975 Dec;135(12):1575-84.

P Klemmer, C E Grim, F C Luft. Who and what drove Walter Kempner? The rice diet revisited. Hypertension. 2014 Oct;64(4):684-8.

W Kempner. Radical dietary treatment of hypertensive and arteriosclerotic vascular disease, heart and kidney disease, and vascular retinopathy. GP. 1954 Mar;9(3):71-92.

AM A Maggard, L R Shugarman, M Suttorp, M Maglione, H J Sugerman, E H Livingston, N T Nguyen, Z Li, W A Mojica, L Hilton, S Rhodes, S C Morton, P G Shekelle. Meta-analysis: surgical treatment of obesity. Ann Intern Med. 2005 Apr 5;142(7):547-59.

Reference Committee D, D W Martin, Chair. American Medical Association House of Delegates. Recognition of Obesity as a Disease. Resolution 420 (A-13).

D L Katz. Perspective: Obesity is not a disease. Nature. 2014 Apr 17;508(7496):S57.

B M Cheung, T T Cheung, N R Samaranayake. Safety of antiobesity drugs. Ther Adv Drug Saf. 2013 Aug;4(4):171-81.

G Di Dalmazi, V Vicennati, R Pasquali, U Pagotto. The unrelenting fall of the pharmacological treatment of obesity. Endocrine. 2013 Dec;44(3):598-609.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

A Obesidade Mórbida Pode Ser Revertida Através da Dieta?

O Dr. Walter Kempner introduziu o primeiro programa abrangente de dieta para tratar a doença renal crónica, e ao fazê-lo também revolucionou o tratamento de outros distúrbios, incluindo a obesidade. Kempner era professor emérito de medicina na Duke, onde surgiu com a chamada “dieta de arroz,” que basicamente consistiu de arroz, açúcar, frutas e sumos de frutas, extremamente baixo teor de sódio, baixo teor de gordura, sem gordura animal, sem colesterol, nenhuma proteína animal. O açúcar foi adicionado como uma fonte de calorias para que as pessoas não perdessem muito peso. Mas algumas pessoas precisavam de perder peso, e então ele começou a tratar pacientes obesos com uma versão menor de calorias da dieta.
Ele publicou esta análise de 106 pacientes que perderam pelo menos 45 quilos [100 libras], não por haverem apenas 106, ele estava apenas a escolher as últimas 100 pessoas que perderam mais de 100 libras. E pela altura em que ele terminou de percorrer os seus gráficos mais seis tinham aderido ao chamado clube dos 100. A perda de peso média era de 64 quilos. Este estudo demonstra que pessoas maciçamente obesas podem alcançar uma redução acentuada de peso, até mesmo normalização do peso, sem hospitalização, cirurgia, ou intervenção farmacológica. Aqui está uma tabela do peso de alguém que perdeu num ano cerca de 136 quilos, de tipo 195 quilos para 59 quilos. Um facto importante a ganhar a partir deste estudo é que, apesar do equívoco em contrário, a obesidade maciça não é uma doença incorrigível. A perda de peso pode ser alcançada. A obesidade maciça pode ser corrigida, e isso pode ser feito sem intervenção drástica.
Bem, a dieta de arroz é muito drástica. Definitivamente, não tente fazer isso em casa. A dieta de arroz é perigosa. É tão restritiva que pode causar sérios desequilíbrios eletrolíticos a menos que o paciente seja cuidadosamente supervisionado medicamente com análises de laboratório frequentes ao sangue e urina. Perigosa? Quem disse? Disse o defensor # 1 do mundo para a dieta de arroz … O próprio Dr. Kempner. A melhor aproximação segura da dieta, tão baixa em sódio e também nenhuma gordura animal, proteína, e colesterol seria uma dieta fortificada em vitamina B12 centrada em torno de alimentos vegetais integrais não processados, mas mesmo uma dieta de arroz sob supervisão médica podia ser considerada não-drástica em comparação com tipo ter os órgãos internos de alguém grampeados ou reorganizados, fechar os maxilares de alguém com um fio, ou até mesmo cirurgia ao cérebro. Têm sido feitas tentativas para se destruir as partes do cérebro associadas à sensação de fome, por irradiação ou indo através do crânio para as queimar. Mostra o quão ineficazes a maioria das formas mais simples de tratamento são, que alguém chega a pensar que é razoável produzir lesões cerebrais irreversíveis em pacientes muito obesos. Os cirurgiões defendiam estes procedimentos, explicando que a sua justificação para a tentativa de operação são, claro, os resultados muito pobres da terapia convencional de obesidade grave, e o prognóstico escuro, mental e físicamente, da condição por corrigir. Ao que um crítico respondeu: tais sentimentos tão fortes sobre o quão escuro é o prognóstico, corre-se o risco de serem transmitidos ao paciente com o efeito de mascararem os perigos operatórios da cirurgia experimental e acelerar-se a aprovação do paciente. Ao qual o cirurgião respondeu: Se qualquer “acelerar” está a acontecer, vem sim dos pacientes obesos que às vezes ameaçam de suicídio a menos que sejam aceites para tratamento cirúrgico experimental.
A partir de 2013, a Associação Médica Americana declarou oficialmente a obesidade uma doença, identificando o enorme impacto humanitário da obesidade como necessitando dos cuidados médicos e atenção dados| a outras doenças. Mas a nossa forma de tratar doenças nos dias de hoje envolve drogas e cirurgia. Drogas anti-obesidade têm sido retiradas do mercado uma e outra vez após terem começado a matar pessoas. Esta queda implacável do tratamento farmacológico da obesidade. O mesmo aconteceu com as cirurgias de obesidade. O procedimento sobre o qual Kempner escreveu foi descontinuado devido à complicação de causar cirrose irreversível do fígado. Aqui estão os procedimentos atuais, incluindo várias reconfigurações do trato digestivo. Complicações da cirurgia ocorrem em quase cerca de 20% dos pacientes, cerca de uma em dez das quais pode ser a morte. Num dos maiores estudos 1,9% dos pacientes morreram em um mês após cirurgia.
Mesmo que a cirurgia prove ser eficaz de forma sustentável, a necessidade de contar com o rearranjo de nossa anatomia como uma alternativa à melhor utilização dos pés e garfos – dieta e exercício – parece uma paródia da sociedade. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição. Publicações em Português em Nutricao-em-Fatos.org
Recolher Transcrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *