As Nozes Melhoram Realmente a Função Arterial?

As Nozes Melhoram Realmente a Função Arterial?

Boas novidades para os amantes de nozes: Comer pelo menos uma porção de nozes por semana pode fazer cair as nossas chances de uma morte relacionada com o sistema cardiovascular em 50%. Contudo, o consumo de nozes poderá baixar os nossos níveis de colesterol apenas em cerca de 5%. Como poderíamos ter uma queda de 50% na mortalidade cardíaca com apenas uma queda de 5% no colesterol? As nozes devem ter outros benefícios protetores do coração para além do baixar do colesterol.

A capacidade dos vasos sanguíneos de relaxarem e abrirem normalmente é considerada um excelente barómetro da saúde vascular subjacente. Por exemplo, mesmo após o controlo de outros fatores de risco, 80% daqueles com uma função arterial melhor do que a média sobreviveram ao longo dos anos sem eventos cardíacos, enquanto que 80% daqueles com dilatação abaixo da média não. Então, qual o efeito que as nozes têm? Uma revisão de 2011 na revista Nutrition, Metabolism, and Cardiovascular Diseases, encontrou cinco ensaios clínicos que analisavam o efeito do consumo de nozes sobre a função arterial, e todos os três estudos sobre as nozes mostraram uma melhora na função endotelial medida no braço. O estudo sobre pistachios também encontrou um efeito positivo, mas o estudo sobre avelãs não deu em nada.

Um estudo posterior sobre avelãs, porém, sim que encontrou uma melhora significativa na função arterial, logo, os dados sobre avelãs são uma misturada, enquanto que dois estudos subsequentes sobre nozes (destacados no meu vídeo, Nozes e Função Arterial) confirmaram os benefícios das nozes. Portanto, oito estudos até à data têm investigado o efeito das nozes sobre a função da artéria braquial; sete dos oito mostraram uma melhora significativa na função arterial, um mostrou um efeito negligenciável, e nenhum encontrou as nozes a piorarem as coisas.

Metade dos estudos, contudo, utilizaram as nozes adicionadas como substitutos de alimentos na dieta conhecidos por terem um efeito negativo sobre a função endotelial. Por exemplo, num estudo, as nozes substituíram a carne e os produtos lácteos, os quais têm sido demonstrados como sendo prejudiciais; logo, não admira que a função arterial tenha ficado melhor. Quando fazemos um estudo assim, não conseguimos distinguir se os benefícios são por causa da adição das coisas boas ou a remoção das más. Em três dos outros estudos, as nozes substituíram o azeite, o qual tende a levar a uma piora da função endotelial. Portanto, nestes quatro estudos, os efeitos benéficos das nozes podem ter sido exagerados.

No entanto, os outros quatro estudos apenas adicionaram as nozes como um lanche ou com uma refeição, sem substituírem quaisquer alimentos específicos, e descobriram que as nozes melhoraram significativamente o funcionamento arterial. Dada a sua associação com a longevidade (veja As Nozes Podem Ajudar a Prevenir a Morte), eu encorajo todos a comerem 30 gramas de nozes por dia (a menos que se seja alérgico). Apenas cerca de 1% das pessoas relatam alergias a nozes, mas ainda assim, isso elimina o consumo de nozes a milhões de americanos.

O que mais podem fazer as nozes? Veja, por exemplo:

As nozes não nos fazem mais gordos, contudo? Você vai ficar surpreendido(a) veja Nozes e Obesidade: O Peso da Evidência.

Qual é o melhor tipo de noz? Noz Preta Versus Noz Comum.

E quanto aos fitatos nas nozes? Precisamos de os pôr de molho ou brindá-los? Veja:

PS: Se ainda não o fez, pode subscrever aos meus vídeos gratuitamente aqui e ver as minhas apresentações ao vivo de análise anual:

– Dr. Michael Greger

Atribuições

As Nozes Melhoram Realmente a Função Arterial?

Traduzido do original “Do Walnuts Really Improve Artery Function?”, escrito por Dr. Michael Greger a 13 de Agosto de 2015 no blog de nutrição médica do Dr. Greger em NutritionFacts.org

Recolher Atribuições

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *