A Dieta Pode Proteger Contra Cancro do Rim?

Dietas à base de plantas parecem proteger contra carcinoma de células renais, tanto direta como indiretamente.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Abordei brevemente a saúde do rim em Prevenindo Insuficiência Renal Através da Alimentação e Tratando Insuficiência Renal Através da Dieta, mas tenho uma série de vídeos que aprofundam outras questões renais.

Mais sobre a história fascinante dos nitratos/nitritos na minha série de 17 partes sobre melhorar a performance atlética com vegetais ricos em nitratos, como beterraba e rúcula. Aqui estão alguns destacados:

Mais sobre cancerígenos causados por cozinhar carne, em vídeos como:

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do original Can Diet Protect Against Kidney Cancer? e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas

B Liu, Q Mao, X Wang, F Zhou, J Luo, C Wang, Y Lin, X Zheng, L Xie. Cruciferous vegetables consumption and risk of renal cell carcinoma: a meta-analysis. Nutr Cancer. 2013;65(5):668-76.

Z Kirkali, C Cal. Renal Cell Carcinoma: Overview. Chapter 14 Urological Oncology.

C R Daniel, Y Park, W H Chow, B I Graubard, A R Hollenbeck, R Sinha. Intake of fiber and fiber-rich plant foods is associated with a lower risk of renal cell carcinoma in a large US cohort. Am J Clin Nutr. 2013 May;97(5):1036-43.

C T Dellavalle, C R Daniel, B Aschebrook-Kilfoy, A R Hollenbeck, A J Cross, R Sinha, M H Ward. Dietary intake of nitrate and nitrite and risk of renal cell carcinoma in the NIH-AARP Diet and Health Study. Br J Cancer. 2013 Jan 15;108(1):205-12.

I A Deckers, P A van den Brandt, M van Engeland, P M Soetekouw, M M Baldewijns, R A Goldbohm, L J Shouten. Long-term dietary sodium, potassium and fluid intake; exploring potential novel risk factors for renal cell cancer in the Netherlands Cohort Study on diet and cancer. Br J Cancer. 2014 Feb 4;110(3):797-801.

JC Protzel, M Maruschke, O W Hakenberg. Epidemiology, Aetiology, and Pathogenesis of Renal Cell Carcinoma. European Urology, Volume 11 Issue 1, August 2012, Pages 52-59.

N Ramirez, M Z Ozel, A C Lewis, R M Marce, F Borrull, J F Hamilton. Exposure to nitrosamines in thirdhand tobacco smoke increases cancer risk in non-smokers. Environ Int. 2014 Oct;71:139-47.

S S Hecht. It is time to regulate carcinogenic tobacco-specific nitrosamines in cigarette tobacco. Cancer Prev Res (Phila). 2014 Jul;7(7):639-47.

J Haorah, L Zhou, X Wang, G Xu, S S Mirvish. Determination of total N-nitroso compounds and their precursors in frankfurters, fresh meat, dried salted fish, sauces, tobacco, and tobacco smoke particulates. J Agric Food Chem. 2001 Dec;49(12):6068-78.

R S Tuma. Thirdhand smoke: studies multiply, catchy name raises awareness. J Natl Cancer Inst. 2010 Jul 21;102(14):1004-5.

M Martins-Green, N Adhmai, M Frankos, M Valdez, B Goodwin, J Lyubovitsky, S Dhall, M Garcia, I Egiebor, B Martinez, and more. Cigarette smoke toxins deposited on surfaces: implications for human health. PLoS One. 2014 Jan 29;9(1):e86391.

S F Scick, K F Farraro, C Perrino, M Sleiman, G Vossenberg, M P Trinh, S K Hammond, B M Jenkins, J Balmes. Thirdhand cigarette smoke in an experimental chamber: evidence of surface deposition of nicotine, nitrosamines and polycyclic aromatic hydrocarbons and de novo formation of NNK. Tob Control. 2014 Mar;23(2):152-9.

J K Sebranek, A L Jackson-Davis, K L Myers, N A Lavieri. Beyond celery and starter culture: advances in natural/organic curing processes in the United States. Meat Sci. 2012 Nov;92(3):267-73.

G A Sullivan, A L Jackson-Davis, K D Schrader, Y Xi, C Kulchaiyawat, J G Sebranek, J S Dickson. Survey of naturally and conventionally cured commercial frankfurters, ham, and bacon for physio-chemical characteristics that affect bacterial growth. Meat Sci. 2012 Dec;92(4):808-15.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

A Dieta Pode Proteger Contra o Cancro do Rim?

58.000 americanos são diagnosticados com cancro do rim a cada ano, e 13.000 morrem. E os números têm vindo a subir. Cerca de 4% dos casos são hereditários, mas e quanto aos outros 96%? O único fator de risco aceite tem sido o tabagismo, mas o consumo de cigarros tem vindo a diminuir. As nitrosaminas são um dos cancerígenos mais potentes no fumo do cigarro. Tanto assim que há uma preocupação de que os não-fumadores poderão ser inadvertidamente expostos através do chamado fumo de terceira mão. Vejam, os riscos de exposição ao tabaco não terminam quando o cigarro é apagado. Partículas residuais de fumo podem contaminar superfícies. Cerca de 80% destas nitrosaminas no fumo do cigarro de segunda mão aderem às superfícies dos espaços e não são removidos sob condições normais de ventilação. É por isso que é importante ficar apenas em quartos para não-fumadores nos hotéis. O ponto principal é que não há como haver segurança no fumar em espaços interiores, mesmo que não haja lá ninguém.
As nitrosaminas são consideradas tão tóxicas que os cancerígenos deste calibre em qualquer outro produto de consumo projetado para o consumo humano seria proibido imediatamente. Se fosse esse o caso, eles teriam de proibir carne. Um cachorro-quente tem tantas nitrosaminas e nitrosamidas quanto 5 cigarros, fazendo as contas. E esses cancerígenos também são encontrados na carne fresca: carne de vaca, frango e carne de porco. Logo, mesmo que as taxas de fumo tenham caído, talvez o aumento de cancro do rim ao longo das últimas décadas tenha algo a ver com o consumo de carne. Mas seria apenas das carnes processadas, como bacon, salsicha, cachorros e frios, os quais levam aditivos de nitrato e nitrito, ou da carne fresca também? Não o sabíamos, até agora.
O estudo NIH-AARP é o maior estudo prospectivo sobre dieta e saúde de sempre, com mais de 4 milhões de anos de acompanhamento, anos pessoa de acompanhamento — 500.000 pessoas seguidas durante cerca de 9 anos. Além de terem examinado o nitrato e nitrito da ingestão de carne processada, também analisaram a ingestão a partir de outras fontes, como carne fresca, ovos e laticínios.
Também há nitratos nos vegetais. Devíamos estar preocupados com esses? Não. O nitrito de origem animal — não apenas carnes processadas ​ — foi associado com um risco aumentado de cancro do rim. A ingestão total de nitrato e nitrito a partir de fontes de carne processada também foi associada com cancro. Mas não encontraram associações com a ingestão de nitratos ou nitritos de fontes vegetais. Mas os nitratos de carne processada foram associados com cancro. É então que eles anunciam os seus toucinhos ou carnes frias “não curado” — sem nitritos ou nitratos adicionados, exceto para o sumo de aipo adicionado, que é apenas uma forma sorrateira de se adicionar nitritos. Eles fermentam os nitratos do aipo em nitritos e, em seguida, adicionam-lhes à carne, uma prática que até mesmo a indústria admite pode ser vista como incorreta na melhor das hipóteses, ou enganosa na pior. Mas essa mesma fermentação de nitratos em nitritos pode acontecer graças a bactérias na nossa língua quando comemos vegetais. Então, porque é que os nitratos e nitritos de vegetais na nossa língua são OK, mas nitratos e nitritos de vegetais em carne estão ligados a cancro? Porque os verdadeiros cancerígenos não são os nitritos mas as nitrosaminas e nitrosamidas.
No nosso estômago, para transformar nitritos em nitros-aminas, e nitros-amidas precisamos de aminas e amidas, as quais estão concentradas em produtos de origem animal. E a vitamina C e outros antioxidantes em alimentos vegetais bloqueiam a formação destes cancerígenos no nosso estômago. É por isso que podemos beneficiar com segurança dos nitratos nos vegetais sem o risco de cancro. De facto, alguns dos vegetais com mais nitratos como rúcula e couves está associados a diminuição do risco de cancro do rim. Porém, quanto mais plantas, parece, melhor Dietas à base de plantas e dietas ricas em fibras são recomendadas para prevenir o cancro diretamente, bem como condições crónicas associadas com cancro do rim, tais como obesidade, hipertensão e diabetes. Assim, uma dieta à base de plantas pode ajudar a proteger contra o cancro do rim, direta ou indiretamente. É como a ingestão de sódio e cancro do rim. A ingestão de sódio aumenta o risco de doença renal, mas será apenas porque aumenta a pressão arterial? Não, parece que o sal está associado ao aumento do risco de cancro, mesmo independentemente da hipertensão.
E quanto a dietas à base de plantas? Acontece que a associação de proteção permanece mesmo em pessoas que não são obesas, com pressão arterial normal. Portanto, em geral, dietas à base de plantas e dietas ricas em fibra parecem fazer as duas coisas, diminuir o risco de cancro tanto directa como indirectamente. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição. Publicações em Português em Nutricao-em-Fatos.org
Recolher Transcrição

Imagem graças a mojzagrebinfo, via flickr.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *