Curcuma, Curcumina e Osteoartrite

O pigmento amarelo na especiaria curcuma, a curcumina, poderá funcionar tão bem ou melhor do que os medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos para o tratamento de osteoartrite nos joelhos.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

E quanto a artrite reumatoide? Esse foi o meu último vídeo, Curcumina da Curcuma e Artrite Reumatoide. Em seguida vou cobrir Aumentando a Biodisponibilidade da Curcumina e depois, termino com alguns avisos (Quem Não Devia Consumir Curcumina ou Curcuma).

Creio que o outro único vídeo que tenho sobre osteoartrite é Roseira Brava e Osteoartrite.

Aqueles não familiarizados com O Estudo da China deviam lê-lo! Também o mencionei no meu vídeo O Estudo da China Sobre Morte Súbita.

Se, como descrito, ambos o estresse oxidativo e a inflamação desempenham um papel na inflamação das articulações, então isso pode ajudar a explicar o papel da curcuma. Vejam os meus vídeos recentes Que Especiarias Combatem Inflamação? (Legendado em Português) e Condimentando a Proteção do DNA.

Eu adicionaria também nozes (Combatendo Inflamação Numa Casca de Noz [gíria para resumidamente]), e cogumelos (Aumentando a Imunidade Enquanto Reduzindo a Inflamação), à lista de alimentos vegetais anti-inflamatórios.

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários do vídeo original e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas

F. Berenbaum. Osteoarthritis as an inflammatory disease (osteoarthritis is not osteoarthrosis!). Osteoarthr. Cartil. 2013 21(1):16 – 21.

T. Neogi, Y. Zhang. Epidemiology of osteoarthritis. Rheum. Dis. Clin. North Am. 2013 39(1):1 – 19.

Y. Henrotin, A. L. Clutterbuck, D. Allaway, E. M. Lodwig, P. Harris, M. Mathy-Hartert, M. Shakibaei, A. Mobasheri. Biological actions of curcumin on articular chondrocytes. Osteoarthr. Cartil. 2010 18(2):141 – 149.

P. G. Bradford. Curcumin and obesity. Biofactors 2013 39(1):78 – 87.

M. J. Benito, D. J. Veale, O. FitzGerald, W. B. van den Berg, B. Bresnihan. Synovial tissue inflammation in early and late osteoarthritis. Ann. Rheum. Dis. 2005 64(9):1263 – 1267.

R. I. Issa, T. M. Griffin. Pathobiology of obesity and osteoarthritis: Integrating biomechanics and inflammation. Pathobiol Aging Age Relat Dis. 2012 2:1-21.

E. Dean, R. G. Hansen. Prescribing optimal nutrition and physical activity as first-line interventions for best practice management of chronic low-grade inflammation associated with osteoarthritis: Evidence synthesis. Arthritis. 2012 2012:560634.

S. C. Gupta, S. Patchva, B. B. Aggarwal. Therapeutic roles of curcumin: Lessons learned from clinical trials. AAPS J 2013 15(1):195 – 218.

C.-L. Shen, B. J. Smith, D.-F. Lo, M.-C. Chyu, D. M. Dunn, C.-H. Chen, I.-S. Kwun. Dietary polyphenols and mechanisms of osteoarthritis. J. Nutr. Biochem. 2012 23(11):1367 – 137.

Y. Henrotin, F. Priem, A. Mobasheri. Curcumin: A new paradigm and therapeutic opportunity for the treatment of osteoarthritis: Curcumin for osteoarthritis management. Springerplus. 2013 2(1):56.

G. Belcaro, M. R. Cesarone, M. Dugall, L. Pellegrini, A. Ledda, M. G. Grossi, S. Togni, G. Appendino. Efficacy and safety of Meriva®, a curcumin-phosphatidylcholine complex, during extended administration in osteoarthritis patients. Altern Med Rev. 2010 15(4):337 – 344.

V. Kuptniratsaikul, S. Thanakhumtorn, P. Chinswangwatanakul, L. Wattanamongkonsil, V. Thamlikitkul. Efficacy and safety of Curcuma domestica extracts in patients with knee osteoarthritis. J Altern Complement Med. 2009 15(8):891 – 897.

Recolher Fontes

Desenrole a Transcrição aqui

Curcuma, Curcumina e Osteoartrite

A osteoartrite é a mais frequente causa de deficiência física entre adultos no mundo, afetando mais de 20 milhões de americanos, com 20% de nós destinados a sermos afetados nas próximas décadas, e tornando-se mais e mais difundida entre pessoas mais jovens também. A osteoartrite é caracterizada pela perda da cartilagem na articulação. Nós costumávamos pensar que era só desgaste mecânico do uso, mas é agora geralmente aceite como uma doença articular ativa com um componente inflamatório proeminente como evidenciado, por exemplo, na produção significativamente maior de prostaglandinas inflamatórias a partir de amostras de tecidos obtidas dos joelhos das pessoas que sofrem da doença. Se a perda de cartilagem é causada em parte pela inflamação, poderá uma dieta anti-inflamatória ajudar, como o faz com a artrite reumatóide? Usando nutrição e exercício optimizados como “primeira linha” de intervenção no tratamento de osteoartrite crónica, poderia muito bem constituir a melhor prática médica. Onde está a melhor ciência sobre o que uma nutrição ótima pode parecer? O estudo da China é um excelente exemplo, mostrando as graves consequências de saúde do elevado consumo de alimentos pró-inflamatórios: carne, leite, gordura e junk food, e baixo consumo de alimentos anti-inflamatórios de plantas: cereais integrais, legumes e frutas, e feijão, ervilhas, grão de bico e lentilhas. A dieta ocidental desnaturada contribui para a inflamação sistémica de baixo grau, e estresse oxidativo dos tecidos e irritação, colocando o sistema imunitário num estado hiperativo, um denominador comum em tais condições como a artrite. Existem fitonutrientes em plantas que aparecem ajudar a diminuir a degradação da cartilagem articular, a atividade inflamatória, a morte celular, e o dano oxidativo. Isto é baseado em grande parte em estudos in vitro, sugerindo benefícios protetores na soja, romã, frutas cítricas, e uvas, no chá verde, e na especiaria do caril em pó: curcuma [açafrão-da-terra]. Mas os meus pacientes são pessoas, não placas de Petri. Que papel poderá desempenhar o pigmento amarelo da curcuma, a curcumina, no tratamento da osteoartrite? Bem, a obesidade não coloca apenas pressão sobre as articulações. Tecido adiposo dentro de nossas articulações, como no própria rotula do joelho, é uma fonte de químicos pró-inflamatórios que tem sido demonstrado aumentarem a degradação da cartilagem. A curcumina pode não só ajudar a prevenir a libertação de substâncias inflamatórias, como retardar a formação da camada de gordura em primeiro lugar. Mas chega de tubos de ensaio. Houve dois estudos clínicos publicados até à data. O mais recente pegou em 50 pacientes que sofriam de osteoartrite moderada a leve do joelho, e deu-lhes ou o melhor tratamento médico disponível, o qual incluiu controlo com medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos, ou o melhor tratamento disponível juntamente com algum suplemento de curcumina autenticado. Eles analisaram uma série de medidas diferentes, incluindo a escala Karnosfsky que vai até 100, o significa ‘normal’, ‘sem queixas’, ‘sem evidência de doença’, até zero, no qual você está morto. O grupo com a curcumina adicionada esteve significativamente melhor, e foram capazes de duplicar a sua distância de caminhada. Isto é o melhor que a medicina tinha para oferecer, logo, a Mãe Natureza fez uma contra-oferta. O grupo curcumina foi capaz de, diminuir significativamente o uso de medicamentos, ter significativamente menos efeitos colaterais, menos inchaço, internamentos e outros tratamentos. Mas não tem que ser uma fórmula autenticada e toda fashion. Aqui está o outro estudo: A eficácia de extratos de curcuma em pacientes com osteoartrite do joelho. Cerca de 100 sofredores foram randomizados para extratos de ibuprofeno ou extratos de curcuma concentrados durante seis semanas, e o grupo curcumina esteve tão bem ou melhor que o ibuprofeno. Mesmo sendo o ibuprofeno sem receita médica, pode causar ulceração, sangramento, e perfuração do estômago e intestinos – pode romper através de nossa parede do estômago, e, de facto, isso aconteceu a alguém no estudo. Enquanto que, quais os efeitos colaterais da curcumina? Potencialmente proteger contra uma longa lista de doenças. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição.Recolher Transcrição

Imagens graças a Katie Tegtmeyer.
[quickshare]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *