Como Comer Saudável com Orçamento Limitado?

Quando medido em custo por porção, custo por peso, ou custo por base nutricional, as frutas e os vegetais batem a carne e a junk food.

Se ainda não o fizeram, podem subscrever aos novos vídeos aqui

Notas do Dr. Michael Greger

Tenho outros vídeos na mesma linha:

A nutrição das nossas colheitas não tem diminuído ao longo de décadas, contudo? Ou será apenas propaganda de fabricantes de suplementos? Descubram no meu vídeo Declínio de Nutrientes nas Colheitas. E se quiser procurar maximizar a densidade de nutrientes na sua dieta, veja Calcule a sua Pontuação de Alimentação Saudável.

Tem uma questão para o Dr. Greger sobre este vídeo? Deixe-a na secção de comentários no link original e ele procurará responder-lhe!

Fontes citadas
Desenrole a Transcrição aqui

Como Comer Saudável com um Orçamento Reduzido?

A maioria dos americanos nem sequer atinge as desleixadas recomendações dietéticas federais, mas será porque os alimentos saudáveis ​​são mais caros? Serão os alimentos saudáveis realmente mais caros? Depende de como se mede o preço. Durante mais de um século, o valor dos alimentos foi medido em custo por caloria. Se você fosse um pedreiro em Massachusetts em 1894, podia ter necessitado de mais de 8000 calorias por dia, logo, o ênfase estava em calorias baratas. Assim, enquanto o feijão e o açúcar ambos custavam o mesmo naquela época, cerca de 5 centavos de dólar por meio quilo, o açúcar bateu o feijão em valor de combustível, mais calorias por custo de unidade. Claro que a comida oferece muito mais do que apenas calorias, mas podem ser desculpados pela sua ignorância, já que as vitaminas e minerais ainda nem tinham sido descobertos. Mas mesmo hoje, quando o custo dos alimentos está relacionado com o seu valor nutricional, o valor do qual estão a falar é calorias baratas. E quando se classifica os alimentos assim, então, de facto, a junk food e a carne são mais baratos por caloria do que as frutas e legumes, mas isso não tem em conta o tamanho da porção. Se se medir os alimentos em custo por porção … ou custo por libra … então as frutas e os vegetais são na realidade mais baratos. Para todas as métricas, exceto para o preço das calorias dos alimentos, a pesquisa da USDA descobriu que os alimentos saudáveis ​​custam menos do que os alimentos menos saudáveis. Aqui estão 100 calorias em queijo, 100 em guloseimas, em frango, batatas fritas, pão, óleo, frutas e vegetais. Qual das 100 calorias te vai encher mais? Mas mais importante, contudo, qual vai ter a maior nutrição? Aqui está a densidade média de nutrientes em frutas, vegetais, cereais refinados, carnes, leite e alimentos de calorias vazias. Enquanto que a junk food pode ser 4 vezes mais barata do que os vegetais, obtém-se 20 vezes menos nutrição. Para a carne, estaríamos a gastar 3 vezes mais para obter 16 vezes menos. Mais dinheiro por menos nutrição. Conclusão: “As mensagens educativas com foco numa dieta completa deviam considerar o papel dos custos de alimentos” “e fornecer recomendações específicas para se aumentar os alimentos densos em nutrientes, substituindo” uma parte da carne por alimentos densos em nutrientes de baixo custo. Feijões e vegetais crus são menos caros, mais densos em nutrientes, e podem ser mais saciantes. Assim, por exemplo, “incorporando mais feijão / legumes e menos carne pode ser uma maneira rentável para se melhorar a qualidade da dieta,” não só para as populações de baixo rendimento, devo acrescentar, mas para toda a gente. Nutrição em Factos, a mais recente pesquisa em nutrição. Publicações em Português / traduções voluntárias em NF.FOCOEMPATICO.NET
Recolher Transcrição

Imagens graças a kobsu, Fir0002, Onef9day, Evan-Amos, e Hrushi3030 via Wikimedia commons; Daniel Oines no Flickr; USDA, Pingpongwill em en.wikipedia; Horst Frank em de.wikipedia; Renee Comet via National Cancer Institute and Wikimedia Commons; e Maxím Fetissenko.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *